Engenheiro ambiental e sanitarista, o planeta precisa de você!

Por
0 0 0 Um comentário

Tomar milk-shake sem canudo é estranho para você? Na verdade, parece até que uma coisa completa a outra, né? Mas a sua opinião pode mudar quando souber quanto tempo o inofensivo canudinho de plástico pode demorar até se decompor… Pasme! Quase um século! Isso mesmo, até 100 anos. E as consequências do uso excessivo desse produto são várias, como a que pode ocorrer quando descartado no mar. Talvez você já tenha assistido ao vídeo de uma tartaruga marinha sofrendo com um desses artefatos preso em sua narina, e com certeza ficou chocado. É para ficar, mesmo! Ambientalistas do mundo todo passaram a repudiar esse objeto e, hoje, já é proibido em várias cidades e até excluído o seu uso em hotéis, restaurantes, cruzeiros, enfim… Para não perder o mercado, indústrias já produzem os canudos biodegradáveis. Mais uma conquista desses profissionais que não se cansam de lutar por um planeta ecologicamente correto e sustentável.

O problema do canudinho é só mais um entre milhares que o meio ambiente enfrenta. A poluição do ar e das águas, o desmatamento, a destinação correta e a redução de lixos orgânicos, o correto reaproveitamento do lixo reciclável… O planeta está realmente em alerta e necessita de profissionais comprometidos em trabalhar para a redução de qualquer impacto ambiental que hoje abala toda a nação. Se esse cenário te assusta e te faz querer transformar o futuro, então você pode se dar muito bem como engenheiro ambiental e sanitarista.

canudos

Ajudar na redução dos efeitos causados pelas atividades humanas nos meios físicos e biológicos é uma das principais funções sociais da Engenharia Ambiental e Sanitária. Esse trabalho é cada vez mais necessário no mundo! Prova disso é que 8 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) divulgados pela Agenda 2030 estão diretamente ligados às questões ambientais. Trata-se de um plano de ação que visa fortalecer a paz universal. Conheça quais são:

• Água Potável e Saneamento – visa assegurar a disponibilidade e a gestão sustentável da água e saneamento para todos;
• Energia Acessível e Limpa – busca o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos;
• Cidades e Comunidades Sustentáveis – tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis;
• Consumo e Produção Responsáveis – visa assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis;
• Ação Contra a Mudança Global do Clima – tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos;
• Vida na Água – conservar e promover o uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável;
• Vida Terrestre – proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter à degradação da terra e deter a perda;
• Parcerias e Meios de Implementação – fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Engenharia “Humana”

Se você se interessa por essa graduação, saiba que os números estão presentes, mas essa engenharia vai muito além da matemática e da física, e mergulha, também, no universo da biologia, geologia, solos, química, entre outras áreas, além de exercer uma função social que não tem tamanho… Afinal, se preocupar com questões ambientais é pensar no próximo, principalmente nas gerações futuras. Isso, sim, é SER humano!

Grandes oportunidades

Para se ter uma ideia, duas das dez profissões mais promissoras do mercado até 2030 são relacionas ao setor ambiental, aponta levantamento da consultoria Michael Page. O estudo revela, ainda, que o desenvolvimento sustentável será responsável pela criação de novos cargos pelos próximos 15 anos. Então, para quem pretende seguir nessa carreira, saiba que além do bem enorme que fará ao planeta, o seu futuro também promete muitas oportunidades profissionais.

Existem grandes chances de sucesso para o engenheiro ambiental e sanitarista. Pode trabalhar em prefeituras; secretarias municipais, estaduais e federais; órgãos de planejamento e controle ambiental; empresas públicas; em coleta e tratamento de água e esgoto; reciclagem de resíduos sólidos; licenciamentos ambientais; uso de energias renováveis e muito mais.

Quer saber mais sobre um curso de Engenharia Ambiental e Sanitária? Então assista ao vídeo abaixo:

Comments

comments

  1. Obrigado.este é um grande recurso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.