O lugar que você frequenta influencia seu comportamento

Por
0 0 0 Sem comentários

Você já percebeu sensações boas e ruins ao entrar em ambientes distintos em um mesmo dia, por exemplo? Muito provavelmente você não sofre de transtorno afetivo bipolar; sua reação pode ter sido provocada pelo local que visitou. Isso porque, o lugar que você frequenta tem influência no seu comportamento, seja seu lar, trabalho, escola e até mesmo as vias públicas por onde passa. Isso está mais que comprovado pela psicologia ambiental, área que estuda as relações entre o ser humano e o ambiente, assunto muito conhecido por arquitetos e urbanistas.

Por esse e outros motivos que o arquiteto e urbanista tornou-se essencial no planejamento ou reformulação de qualquer edificação, seja ela uma humilde casinha ou um mega prédio. Esse profissional traz muito mais do que estética, ele promove qualidade de vida! Buscar o bem-estar das pessoas, aliando beleza visual e funcionalidade, é o seu principal objetivo.

É necessário que as medidas estejam adequadas para circulação, que a ergonomia seja aplicada de forma eficiente, e que a praticidade e o conforto no uso dos ambientes se efetivem, evitando desgastes no dia a dia. Imagina só, uma janela, sem cortinas, bem de frente com a sua TV, e a luminosidade enchendo a tela de reflexo e acabando com o clima de suspense da sua série favorita? Ou você não conseguir virar para o lado com a sua supercadeira giratória porque corre o risco de machucar seu joelho naquele gaveteiro que fixaram onde não deveria. Isso deixa qualquer um irritado, não é?! É certo que um bom arquiteto teria pensado em todos esses detalhes…


E esse profissional vai além… Em 2050, 60% da população do Brasil será adulta, segundo projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Por isso, a previsão é que aumente consideravelmente a demanda por moradias. Preparar o “terreno” para essa geração que já chegou ao mundo é também tarefa do arquiteto e urbanista, afinal, será muita gente compartilhando do mesmo espaço, né?!

A questão é: como tornar esses ambientes agradáveis e ao mesmo tempo socialmente sustentáveis? Não é tarefa fácil, mas é outra função desse profissional que tanto estuda para tornar nossos dias melhores, por meio de ambientes harmônicos e com o menor impacto ambiental possível.

Formação do arquiteto
Estudar Arquitetura e Urbanismo é fascinante! Psicologia ambiental e urbanismo sustentável são apenas alguns dos pontos superatuais que o aluno da área aprende na graduação. A grade do curso é ampla, com disciplinas ligadas às áreas de exatas e de humanas, como matemática, desenho, arte e história.

O objetivo é que o aluno conclua o curso com habilidades de projetar e organizar espaços urbanos e edificados em busca de unir estética, conforto e funcionalidade. É por isso que esse estudante tem muita atividade prática durante os estudos.

Caminhos que pode seguir
Você poderá trabalhar nas áreas de criação e elaboração de projetos para empresas públicas ou privadas, coordenar equipes no planejamento urbanístico e até mesmo ser professor universitário, além de desenvolver projetos que envolvam paisagismo, urbanização, patrimônio arquitetônico, entre outros. Não vão faltar oportunidades…

Saiba mais sobre um curso de Arquitetura e Urbanismo e as oportunidades dessa profissão no vídeo abaixo:

Comments

comments