Quer o sucesso de uma marca? Chame um publicitário!

Por
0 0 0 Sem comentários

“Toc, toc, toc… Quem bate? É o frio! Não adianta bater, que eu não deixo você entrar…” Impossível não se lembrar desse comercial, né?! Esse jingle das lojas Pernambucanas foi criado em 1962, mas o sucesso foi tanto que em 2008 retornou com tudo! Só um publicitário para explicar tamanho sucesso… Aliás, é ele quem pensa em algo para viralizar. O que importa é ter aquela marca no topo da mente. Ou vai me dizer que ao invés de Miojo, você diz macarrão instantâneo; ou quando precisa de esponja de aço, não pede Bombril? É comum a marca virar sinônimo do produto, e quando chega nesse nível, é o ápice do sucesso! Pode acreditar, tem publicitários por de trás de tudo isso.

A profissão tem várias vertentes, o objetivo é fazer a ponte entre o produto ou serviço e o seu público. Sabe aqueles anúncios que aparecem nas páginas quando acessa a internet, isso significa que você foi identificado como público ideal para aquele produto. É também trabalho do publicitário!

A criatividade é necessária na área, e a graduação em Publicidade e Propaganda oferece a teoria e a prática para que o aluno adquira habilidades no processo criativo. Mas se engana quem pensa que para ser publicitário é preciso dominar os softwares gráficos, como Illustrator, Photoshop, InDesign, entre outros. É que esse profissional pode seguir outros caminhos da profissão. Numa agência, por exemplo, são várias funções, e para cada uma delas exige um profissional com habilidades diferentes. Veja só:

• Atendimento – Faz a ponte entre a agência e o cliente.

• Tráfego – Responsável por distribuir as tarefas, organizando o fluxo de trabalho na agência.

• Pesquisa – Atua em conjunto com o planejamento e é o setor que coleta informações do consumidor e do mercado.

• Planejamento – Setor que organiza as informações que vieram do cliente, por meio do atendimento, e repassa para a criação. Também é responsável pelas verbas disponíveis para as campanhas.

• Mídia – Cuida de uma parte do orçamento do cliente e define os canais para divulgação de uma campanha, de acordo com todas as informações coletadas anteriormente.

• Criação – Aqui a ideia ganha forma! Esse profissional desenvolve anúncio gráfico, identidade da marca, spot de rádio, roteiro de TV, logotipo, embalagens de produto, entre outros… Aqui é preciso manusear os softwares gráficos.

• Redação – Publicitário também pode fazer escrever! Inclusive, é extremamente importante nessa área. Normalmente o redator atua em conjunto com a criação para a produção de textos e revisão das peças publicitárias, anúncios e campanhas.

• Social mídia – É aquele que fica o dia todo no Facebook, Instagram, YouTube… E se você pensa que é moleza, está muito enganado! Além de ser criativo para os posts, ele também tem que ser criativo para as respostas das inúmeras perguntas que surgem todo momento. Não dá para vacilar, nas mídias sociais estão todos de olho! O social mídia também é responsável pelos anúncios nas mídias sociais e no Google. Ele é o culpado por aquela propaganda de tênis que fica te perseguindo em todos os lugares da internet.


NOVOS RUMOS
A publicidade digital vem ganhando espaço na área. Para se ter ideia, esse segmento representa um terço do total investido em publicidade no país. Em 2017 cresceu 25,4%, saltando de R$ 11,8 bilhões para R$ 14,8 bilhões. Os dados são da edição Digital AdSpend 2018, realizada pelo IAB Brasil (Interactive Advertising Bureau), entidade que congrega mais de 250 empresas, entre anunciantes, agências, veículos e empresas de tecnologia.

Dentro do segmento digital, a pesquisa revela que a categoria “Search, Classificados e Comparadores de Preço” permanece líder de investimentos, com faturamento de R$ 6,5 bilhões, o equivalente a 14% de crescimento em relação ao ano anterior. E a categoria “Display e Mídias Sociais” ficou na segunda posição, com R$ 5 bilhões de investimentos, mas com aumento de 32% em comparação a 2016. Os vídeos também aparecem com destaque para a expansão: aumento de 48%, ao todo foram R$ 3,2 bilhões investidos.

Os dados apresentados mostram uma tendência na Publicidade e Propaganda que só se expande. São muitas as possibilidades e oportunidades. Esse profissional pode trabalhar nos setores públicos ou privados, como em departamentos de comunicação e marketing em empresa, agências de publicidade, produtoras de TV, rádio, fotografia, institutos de pesquisa de mercado, empresas de mídias digitais, entre outros. Certo é: o mercado necessita de publicitários!

Agora que você está por dentro do mundo da Publicidade e Propaganda, saiba mais sobre o curso no vídeo abaixo.

Comments

comments