Professor: muito mais que uma profissão

Por in profissão professor
0 0 0 Sem comentários

Você já teve um professor que marcou sua vida? Aquele que te deixava com ideias borbulhando na cabeça? Você pode ser esse professor.

Com tanta coisa nova acontecendo dentro e fora da sala de aula e dos muros da escola, o profissional da educação tem em suas mãos um leque de possibilidades a serem exploradas. O que exige não apenas seu desenvolvimento cognitivo, mas também habilidades socioemocionais, deixando a relação com os estudantes mais “humana”, afetiva e parceira.

Ser professor é construir lado a lado o conhecimento, promover o crescimento, mediar diferentes reflexões, estender as mãos, e para que tudo isso aconteça é preciso criar afeto, se aproximar e compreender o outro, o que aumenta a motivação para continuar em uma parceria em que ambos cresçam.

Todo professor pode se orgulhar do maravilhoso vínculo que cria com seus estudantes e do comprometimento com sua missão. Pois, sabe que é fundamental guiá-los, mas, acima de tudo, entender e respeitar o desenvolvimento individual de cada um e a forma de aprender.

Pensar no outro

Não importa se é um professor de escola pública ou particular, no ensino fundamental ou médio, qualquer educador/mediador sabe que é preciso conhecer e levar em consideração o contexto de cada aluno, suas necessidades e a cultura na qual está inserido.

Saber que é preciso vencer preconceitos, quebrar paradigmas e deixar de lado qualquer predefinição, seja cultural, ideológica ou social para conseguir compreender o processo de ensino/aprendizagem e colaborar para a construção do conhecimento.

Dessa forma, aprender juntos a lidar de forma natural com as dificuldades e diferenças, sabendo que é essencial despertar a curiosidade, permitir que duvidem, que critiquem, que questionem, para que se tornem pessoas independentes, pensantes.

Do It Like Me Dancing GIF - Find & Share on GIPHY

Por que ser professor?

Os motivos para lecionar são inúmeros. Mas, provavelmente, o maior deles não seja somente o financeiro, pois esta é uma das profissões mais humanas, com ingredientes essenciais como: o amor ao próximo e o compromisso com a formação do estudante cidadão. É uma busca constante. Ser professor, é algo que transcende o olhar aparente do que se ensina e do que se aprende.

Paulo Freire confirma isso ao dizer que “a alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria”.

Afinal, o professor é o responsável por todas as formações!

Escrito por: Douglas Barbosa Tofaneli, estudante do curso de Artes Visuais.

Comments

comments