Tem ritmo, tom e mensagem, mas não é música!

Por
0 0 0 Sem comentários

O locutor de um jogo de futebol transmite um lance. Um cientista faz uma comunicação sobre uma nova descoberta. Um casal de namorados troca juras de amor. O que essas três situações têm em comum? A fala!

A fala é um dos processos de comunicação mais importantes do ser humano. Os pesquisadores acreditam que a linguagem oral é muito mais antiga que a escrita, surgida há mais de 6 mil anos. E, mesmo com tantos avanços tecnológicos, a fala continua sendo a base da nossa comunicação. Na música, no podcast, em vídeos, filmes ou séries. Na sala de aula ou na roda com os amigos, por meio da voz, transmitimos uma mensagem, uma ideia ou um sentimento.

Mesmo na era da internet, onde passando horas teclando com os amigos, a voz continua sendo um instrumento poderoso de interação. É através do tom, do ritmo e de outras nuances vocais, que conseguimos expressar muitas de nossas emoções.

Uma pesquisa do Instituto IPOG, aponta que a voz é o instrumento de trabalho de aproximadamente 25% da população economicamente ativa no Brasil. Professores, jornalistas, cantores, locutores, atores, youtubers, feirantes, vendedores e tantos outros profissionais dependem da voz todos os dias para realizar suas funções.

A voz é tão importante, que existe um profissional especialmente para cuidar dela: O fonoaudiólogo. Ele é responsável por acompanhar crianças, adultos e idosos que apresentam alguma dificuldade relacionada à voz, além de orientar profissionais que dependem dela em suas carreiras.

Esse profissional previne, diagnostica, trata e reabilita problemas que envolvam a fala, a audição, leitura e escrita. Ele também realiza e analisa exames auditivos e do equilíbrio. Ele também trata de problemas relacionados à mastigação e à dificuldade de engolir os alimentos. O que pouca gente sabe, é que o fonoaudiólogo orienta a realização de exercícios faciais que previnem marcas de expressão e promovem fortalecimento muscular facial.

Quer saber mais sobre um curso de Fonoaudiologia e sobre essa profissão? Então, assista ao vídeo abaixo:

Comments

comments