Intérpretes de Libras em destaque em época de pandemia

Por
0 0 0 Sem comentários

Neste período de distanciamento social, as lives com cantores reconhecidos nacionalmente ocorrem quase que todos os dias. Sem dúvida, a música é a principal atração, mas a performance dos intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais) tornou-se um show a parte. A interpretação das canções é levada ao público com a emoção que cada letra e ritmo exigem. A maior visibilidade dessa comunicação também aumentou o interesse entre as pessoas para o aprendizado. E há um mercado muito amplo e promissor para este profissional, sabia? Tem instituições ofertando o curso e aperfeiçoamento na área, inclusive gratuitamente neste período de pandemia.

De acordo com o portal do Ministério da Educação (MEC), a população de surdos é de mais de 9 milhões de pessoas em todo o país e o reconhecimento da Libras como língua oficial no Brasil, em 2002, através da Lei 10.436, aumentou muito a demanda por intérpretes. Com este mercado crescente, o profissional se adequa facilmente em diversas oportunidades de trabalho em diferentes áreas pela necessidade de empresas e instituições oferecer a comunicação aos deficientes auditivos.

Boa parte dos intérpretes de Libras trabalha na educação. Porém, as contratações podem ir muito além, já que qualquer instituição, seja ela pública ou privada, necessita deste profissional, como centros culturais, bancos, hotéis, igrejas, emissoras e estúdios de TV, indústria e até mesmo o comércio.

Além disso, voltando para as lives mencionadas lá no início deste post, é possível atuar como prestador de serviços em traduções deste tipo de vídeo/show, que tem feito muito sucesso neste período de pandemia da Covid-19. Eventos, viodeoaulas, congressos e programas de televisão geralmente contratam o profissional por trabalho também.

Curiosidade

Você sabia que quem se comunica em Libras e Língua Portuguesa pode ser considerado bilíngue? É que como a Língua Brasileira de Sinais é a primeira língua do estudante, o português se torna automaticamente o segundo idioma, com uma metodologia diferente inclusive, como se fosse uma língua estrangeira. Isso quer dizer que é uma língua que possui toda sua estrutura gramatical completa e não uma simples adaptação das nossas línguas orais. Legal, né?!

Comments

comments