Engenharia de Software: Carreira nova, porém promissora!

Por
0 0 0 Sem comentários

Segundo dados da Associação Brasileira de Software (Abes), o Brasil é o maior investidor em tecnologia entre os países da América Latina e o 9º no ranking mundial, ficando atrás somente de grandes potências como os Estados Unidos, China, Japão, Reino Unido, Alemanha, França, Canadá e Índia. Entre 2016 e 2017 o setor cresceu 4,5%, taxa maior do que a expectativa, que era de 4,1%. E este crescimento no uso de tecnologias reforçou a busca por engenheiros de software no mercado.

Este profissional, de uma maneira bem simples, dedica-se praticamente ao desenvolvimento de softwares e programas computacionais, podendo criar aplicativos e jogos para dispositivos móveis, como smartphones e tablets, por exemplo. O engenheiro de software pode também trabalhar com gestão de negócios e projetos dentro de empresas de computação e software.

Mas o que é software?

De acordo com o Dicionário Aurélio, “em um sistema computacional, é o conjunto dos componentes que não fazem parte do equipamento físico propriamente dito e que incluem as instruções e programas [e os dados a eles associados] empregado durante a utilização do sistema”, ou seja, software é qualquer programa ou conjunto de programas de um computador.

Então, o engenheiro de software é basicamente quem produz esses programas. Dessa maneira, ainda que a programação não seja o foco principal da profissão, é importante que a pessoa tenha aptidão e conhecimento sobre as linguagens mais utilizadas como o JavaScript, Visual Basic, Python, C++, C#-, entre outras. Habilidades matemáticas também são essenciais, já que se trata de uma engenharia e esses engenheiros precisam constantemente criar algoritmos matemáticos para o desenvolvimento de seu trabalho.

O curso

Tudo isso soou muito complicado para você? Calma, a graduação e os cerca de quatro anos de estudo e preparação na maioria das instituições existem para isso… No início, as disciplinas são introdutórias, voltadas para a parte de engenharia e programação – é ali que o estudante começará a se familiarizar com termos como algoritmos e verá muita matemática e lógica. Porém, do meio para o final, o aluno terá contato com todas as etapas da produção de software. Disciplinas como Modelagem de Software, Padrões de Arquitetura de Software e até mesmo Software Concorrente são muito comuns nas matrizes curriculares nesta fase.

EaD

Por ser uma carreira relativamente nova, não é tão fácil encontrar a oferta da graduação em Engenharia de Software em muitas instituições de ensino superior do Brasil. Muitas delas inclusive investem no ensino a distância, modalidade que está em constante crescimento no país, principalmente na área de tecnologia.

Dê o play no vídeo abaixo e conheça um pouquinho mais dessa profissão tão promissora e saiba como funciona o curso na modalidade EaD:

Comments

comments