Conheça a Engenharia Eletrônica e o mercado para a profissão

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A princípio, o que você pensa quando alguém fala que trabalha com Engenharia Eletrônica? Se você imagina um profissional fera em energia elétrica, circuitos e todas as operações de eletricidade, você está quase lá… Muita gente acaba confundindo essa carreira com a de engenheiro elétrico, mas têm muitas diferenças, sabia? Vamos entender quais são? O que um engenheiro eletrônico faz? O que ele estuda? Qual o mercado para este profissional? Entenda tudo isso e mais um pouco abaixo:

Engenharia eletrônica X engenharia elétrica

Similarmente, os nomes parecidos causam muita confusão mesmo… Mas as diferenças são muitas e elas começam a se mostrar ainda na graduação. De uma maneira bem simplificada e didática, na engenharia elétrica, o profissional é aquele que lida com redes e circuitos de alta tensão, como torres de distribuição de energia, por exemplo. Já a engenharia eletrônica é mais voltada aos circuitos de baixa tensão, como equipamentos menores e mais delicados. Por exemplo, geralmente de uso do dia a dia das pessoas (computadores, televisores, micro-ondas, etc).

Ou seja, quando falamos de engenharia eletrônica, estamos nos referindo ao profissional que desenvolve equipamentos e até mesmo sistemas de eletroeletrônicos, tanto para o consumo caseiro, quanto para o industrial.

via GIPHY

O curso de engenharia eletrônica

Em síntese, agora que você já entendeu as diferenças, vamos saber como é a graduação, o que o aluno pode esperar em se tratando de grade curricular?

O curso, como em qualquer outra engenharia, é bastante focado na área de exatas, principalmente nos dois primeiros anos. São cinco anos de estudo e para quem gosta de matemática, vai se dar muito bem com essa carreira. Aliás, que por sinal, é muito promissora!

Logo após os dois primeiros anos, o estudante entrará em matérias mais da área da eletrônica. Assuntos como instalações elétricas e circuitos digitais fazem parte do curso e são um pouco mais práticas.

A mão de uma pessoa operando um circuito de eletricidade cheio de fios e pinos eletrônicos

Engenharia eletrônica no EaD

Que a educação a distância é uma das maiores tendências dos últimos anos, todo mundo já sabe, né?! De acordo com o Mapa do Ensino Superior 2020, a variação entre 2014 e 2018 da EaD na rede privada no Brasil foi de 91,7%. Em relação a matrículas gerais, incluindo instituições públicas, esse número nos últimos dez anos chega a um crescimento de 145% (de 2009 a 2018).

O curso de engenharia eletrônica é um que tem seguido essa tendência. Muitas instituições de ensino superior já oferecem essa modalidade.

Se interessou por essa possibilidade de estudar a distância? Conheça o curso de Engenharia Eletrônica EaD da Unoeste.

Mercado de trabalho

Em resumo, o profissional de engenharia eletrônica tem um grande mercado. Ele encontra espaço em qualquer empresa que entenda de equipamentos eletroeletrônicos e processamento de sinais.

Esse engenheiro pode trabalhar em empresas do setor eletroeletrônico, de tecnologia da informação, de telecomunicação e na produção industrial. Além disso, atualmente, uma área que buscado bastante este profissional são a nanotectologia e a microeletrônica.

Além disso, o profissional de engenharia eletrônica pode também atuar em consultorias, assessorando empresas na execução de projetos eletroeletrônicos ou em equipamentos. Ele também é autorizado a realizar vistorias e perícias de obras e serviços técnicos ao emitir laudos na área.

Segmentos automobilísticos, alimentício, agrícola, têxtil e de eletrodomésticos estão bastante fortes no mercado.

Se interessou pela profissão? Conheça um pouco mais sobre o curso de Engenharia Eletrônica EaD no vídeo abaixo:

4 Comentários


  1. Seu site é muito bom, gostei das postagens e já salvei aqui
    nos Favoritos. Vocês aceitam parcerias para troca de
    backlinks ou banners para melhorar as suas visitas reais? Se
    tiver interesse em crescer o número de visitantes entre no
    meu blog tambem (TrafegoPago.Blog.Br) e Fale Conosco.


  2. Me chamo Roberto e Seu site é muito bom, gostei das
    postagens e já salvei aqui nos Favoritos. Vocês aceitam
    parcerias para troca de backlinks ou banners para melhorar
    as suas visitas reais? Se tiver interesse em crescer o
    número de visitantes entre no meu blog tambem
    (TrafegoPago.Blog.Br) e Fale Conosco.


  3. Olá, Roberto! Agradecemos a sua visita e o seu comentário! No momento não estamos com parceiras para trocas de backlinks, obrigada!


  4. Olá, Roberto! Agradecemos a sua visita e o seu comentário! No momento não estamos com parceiras para trocas de backlinks, obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *