Agronomia, Veterinária ou Zootecnia: qual a diferença?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Vaca malhada no campo

É muito comum existir confusões sobre as atribuições de profissões da mesma área. Afinal, qual a diferença do agrônomo e do zootecnista? E o médico veterinário, ele não é considerado um trabalhador da saúde?

Pois saiba que existem, sim, muitas diferenças e especificidades nas graduações para preparar cada profissional para atuar nos seus campos de trabalho, mesmo todas essas carreiras sendo parte da área de agrárias. A seguir, você irá entender o que cada um deles faz e quais os ramos de atuação que podem seguir…

Antes, se quiser conhecer mais sobre como é estudar numa Faculdade de Ciências Agrárias, acesse o site e tire suas dúvidas sobre Agronomia, Medicina Veterinária ou Zootecnia.

O que faz o engenheiro agrônomo?

É o profissional responsável por utilizar técnicas para melhorar a qualidade e a produtividade de lavouras, rebanhos e produtos agroindustriais. Ou seja, seu objetivo é ampliar a produção agrícola, cuidando desde o controle de pragas até a renovação da terra. O engenheiro agrônomo está presente em todo o processo de cultivo do alimento, começando pela adubação, irrigação, plantio e chegando à colheita e até à comercialização.

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) traz mais de 20 atribuições para o profissional, que pode atuar dentro e fora das lavouras, já que possui formação abrangente que contempla conhecimentos tanto em exatas e biológicas, quanto em humanas.

De acordo com o Decreto nº 23.196, de 12 de outubro de 1933, algumas das atribuições do engenheiro agrônomo se baseiam em organizar, dirigir e executar serviços técnicos oficiais, federais, estaduais e municipais referentes às matérias e atividades seguintes:

– Ensino agrícola em seus diferentes graus;

– Experimentações racionais e científicas referentes à agricultura, e, em geral, quaisquer demonstrações práticas de agricultura em estabelecimentos federais, estaduais e municipais;

– Propagar a difusão de mecânica agrícola, de processos de adubação, de métodos aperfeiçoados de colheita e de beneficiamento dos produtos agrícolas, bem como de métodos de aproveitamento industrial da produção vegetal;

– Estudos econômicos relativos à agricultura e indústrias correlatas;

– Genética agrícola, produção de sementes, melhoramento das plantas cultivadas e fiscalização do comércio de sementes, plantas vivas e partes vivas de plantas;

– Fitopatologia, entomologia e microbiologia agrícolas;

– Aplicação de medidas de defesa e de vigilância sanitária vegetal;

– Química e tecnologia agrícolas;

– Reflorestamento, conservação, defesa, exploração e industrialização de matas;

– Administração de colônias agrícolas;

– Ecologia e meteorologia agrícolas;

– Fiscalização de estabelecimentos de ensino agronômico reconhecidos, equiparados ou em via de equiparação;

– Fiscalização de empresas agrícolas ou de indústrias correlatas, que gozarem de favores oficiais;

– Barragens em terra que não excedam de cinco metros de altura;

Mão coloca uma semente na terra

– Irrigação e drenagem para fins agrícolas;

– Estradas de rodagem de interesse local e destinadas a fins agrícolas, desde que nelas não existam bueiros e pontilhões de mais de cinco metros de vão;

– Construções rurais, destinadas a moradias ou fins agrícolas;

– Avaliações e perícias relativas às alíneas anteriores;

– Agrologia;

– Peritagem e identificação, para desembaraço em repartições fiscais ou para fins judiciais, de instrumentos, utensílios e máquinas agrícolas, sementes, plantas ou partes vivas de plantas, adubos, inseticidas, fungicidas, maquinismos e acessórios e, bem assim, outros artigos utilizados na agricultura ou na instalação de indústrias rurais e derivadas;

– Determinação do valor locativo e venal das propriedades rurais, para fins administrativos ou judiciais, na parte que se relacione com a sua profissão;

– Avaliação e peritagem das propriedades rurais, suas instalações, rebanhos e colheitas pendentes, para fins administrativos, judiciais ou de crédito;

– Avaliação dos melhoramentos fundiários para os mesmos fins da alínea x, entre outros.

Conheça o trabalho do zootecnista

Diferentemente do agrônomo, este profissional é o responsável por cuidar da saúde e alimentação dos animais por meio de dieta balanceada e instalações adequadas. Além disso, o zootecnista trabalha com melhoramento genético, que nada mais é que o cruzamento de animais para aproveitar ao máximo o potencial de cada raça, gerando animais mais fortes e saudáveis, melhorando assim a qualidade da produção.

O zootecnista atua em todas as produções animais, tanto na avicultura, na criação de aves, quanto em rebanhos bovinos, ovinos, caprinos, suínos e equinos, cuidando do bem-estar animal, auxiliando na reprodução e orientando o processamento de alimentos para garantir a qualidade da carne, do leite, da manteiga, entre diversos outros alimentos do consumo humano.

De acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), do qual o zootecnista faz parte, a área de atuação deste profissional é ampla e a zootecnia abrange um conjunto de atividades e habilidades que o permite trabalhar em diversas frentes como:

– Nutrição e manejo alimentar dos animais de produção, pets e silvestres;

– Melhoramento genético animal;

– Agronegócio e cadeia produtiva;

– Gestão das propriedades rurais;

– Conservação dos recursos animais e ambientais;

– Manejo e conservação de pastagens;

– Comportamento e bem-estar animal;

– Manejo da fauna e de animais silvestres;

– Construções e instalações para animais de produção, pets e silvestres;

– Sistemas de criação de organismos aquáticos;

– Ensino e pesquisa em produção animal;

– Planejamento e administração de eventos agropecuários, entre outros.

Atuação do médico veterinário é ampla

Veterinário com estetoscópio avalia uma vaca no curral

Já o médico veterinário, que muitos acreditam que o trabalho se baseia em atendimentos em clínicas e consultórios veterinários, é um dos profissionais da agrárias que possui atuação mais ampla. São Mais de 80 possibilidades! Ele cuida tanto de animais domésticos, quanto dos silvestres e atuam inclusive em atividades ligadas à produção de alimentos de origem animal, verificando principalmente a qualidade, higiene e o controle de uso.

Além disso, o veterinário pode ainda trabalhar com consultorias, como docentes, desenvolver atividades em laboratórios e pesquisa em produção de vacinas e medicamentos de uso animal.

Bull Terrier Dog GIF - Find & Share on GIPHY

O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) lista as seguintes atribuições deste profissional:

– Clínica e cirurgia de grandes animais;

– Cirurgia em médios animais, em animais de companhia e animais selvagens;

– Cirurgia de aves, peixes e de carnívoros;

– Anestesia de grandes animais, de animais de porte médio, animais de companhia e animais selvagens;

– Laboratório de diagnósticos, de pesquisas de doenças, de diagnósticos em patologia, de pesquisa em alimentos, de produtos de uso animal, de pesquisa de medicamento de uso animal, para análise de solo e foliar, para análise de água e produtos sanitários;

– Responsabilidade técnica em feiras, leilões e exposições, em zoológico, em centro de triagens de animais selvagens, em clínicas de pequenos animais, em centro de equoterapia, em canil, em fábrica de rações, em matadouro, em frigorífico, em laticínios, em hospital de grandes animais, em hospital de pequenos animais, em laboratório de embriões, em indústria de sal mineral, em aviculturas de corte, em avicultura de postura, em produção de aves, em produção de matrizes, em produção de ovos para vacinas e medicamentos, em casas de produtos veterinários, em indústria de medicamentos, em suinocultura, em cooperativa, em supermercados que manipulam alimentos de origem animal, em apicultura, em aquicultura  e em laboratório de bromatologia;

– Auditoria em matadouro, em frigoríficos e em laticínios;

– Inspeção em matadouro, em frigoríficos, em laticínios e em fábrica de rações;

– Responsável técnico em tecnologia de carnes, em tecnologia de leite, em tecnologia de produtos do leite, em defesa sanitária animal, em vigilância sanitária animal e em vigilância ambiental;

– Consultor em impactos ao meio ambiente, em produção animal, em reprodução animal de produção, em reprodução animal de pequeno porte, em produção animal de médio porte e em animais de pequeno porte para produção;

–  Orientador para pequenos produtores em empresas estatais;

– Consultor para produção de aves e peixes ornamentais;

– Responsável técnico em aquário;

– Perito criminal estadual, federal, administrativo e judicial;

– Professor nível médio e superior;

– Responsável técnico biotério;

– Planejamento de produção em pequenas e em grandes propriedades;

– Responsável técnico tosa e banho que usa medicamentos veterinários;

– Comércio de medicamentos veterinários;

– Marketing de produtos destinados ao uso animal;

– Produção com bem-estar animal;

– Responsável técnico na produção de cães e gatos;

– Alimentação em piscicultura;

– Responsável técnico na produção de alevinos;

– Pesquisa em etologia animal, entre outros.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as três profissões e as principais diferenças entre elas, dê play nos vídeos abaixo para descobrir mais curiosidades:



2 Comentários


  1. Olá, passando por curiosidade neste bonito site. Parabéns,
    merece muita divulgação e vou fazer isso. Voltarei outras
    vezes aqui. Até logo.


  2. Que bacana… Agradecemos a sua visita e o seu comentário! Nosso Blog sempre tem novidades, acompanhe sempre que quiser. Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *