Faculdade de Nutrição: Interesse e necessidade da população ampliam mercado

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A nutrição, por se tratar de uma carreira ampla, diversificada e que cresce a cada dia devido ao interesse e necessidade da população, que quer se manter sadia ou se curar de alguma enfermidade com o auxílio da alimentação, tem alguns dos mercados mais amplos em se tratando de campos de atuação.

A Unoeste possui a graduação em Nutrição e conta com uma estrutura física e acadêmica diferenciada. A estrutura pedagógica une inovação à tradição, utilizando a tecnologia para apoiar uma combinação de estratégias tradicionais de ensino, incluindo projetos colaborativos, instrução direta tradicional, com aulas expositivas e demonstrações, além de outras metodologias ativas que estimulam as diferentes formas de aprendizado. 

Conceito MEC

Buscar um curso superior reconhecido por sua qualidade de ensino é fundamental para uma carreira bem-sucedida. A graduação em Nutrição da Unoeste possui o mais alto Conceito Preliminar de Curso (CPC): 5.

Este conceito leva em consideração quatro dimensões: o desempenho dos estudantes no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade); o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes (IDD); o perfil do corpo docente, que avalia o regime do trabalho e titulação dos professores; e a percepção do aluno sobre as Condições do Processo Formativo, obtida através do questionário do estudante do Enade.

Você pode conferir os conceitos dos cursos e das instituições de ensino no portal e-MEC. A dica é ter essa ferramenta como um dos critérios para a sua escolha. E fique atento nas datas da última atualização, principalmente do CPC e CC, lembrando que a avaliação do curso é trienal e que apesar de conter “preliminar” no CPC, este conceito pode ser o definitivo. Entenda cada conceito neste post.

Vale destacar que a Unoeste também está entre as melhores universidades particulares: é a 3ª melhor do Estado de São Paulo e a 12ª do Brasil, conforme o último Índice Geral de Cursos (IGC) divulgado pelo Ministério da Educação, que deu conceito 4 para a universidade, em escala que vai de 1 a 5.

O que faz o nutricionista?

O nutricionista é o profissional capacitado para além de avaliar e acompanhar o estado nutricional da população saudável ou enferma, planejar e executar ações de segurança alimentar e nutricional, fortalecendo as políticas de saúde e alimentação nos diferentes campos de atuação. Ele pode coordenar serviços de nutrição em ambientes institucionais e comerciais como indústrias, instituições de longa permanência para idosos, escolas, hospitais, SPA, etc.

Atuar na promoção de saúde e prevenção de agravos nutricionais para a população em diferentes faixas etárias e estados fisiológicos (crianças, adultos, idosos, gestantes, lactentes); realizar consultoria e assessoria nutricional na área de alimentos, saúde e bem-estar; e atuar no desenvolvimento de produtos e marketing na indústria de alimentos e suplementos nutricionais também são alguns caminhos que o nutricionista pode seguir.

Com a crescente procura por alimentos que forneçam além dos nutrientes, algum benefício adicional à saúde, as indústrias buscam o nutricionista para o desenvolvimento de alimentos funcionais que associem qualidade sensorial e nutricional.

O nutricionista também pode se especializar no ramo do esporte, sendo o profissional que avalia e orienta a alimentação de atletas e indivíduos fisicamente ativos, visando o bem-estar e melhora da performance. Inclusive, o segmento esportivo ampliou consideravelmente a área de atuação para o nutricionista, colocando-o como profissional indispensável para o melhor rendimento desportivo individual e de equipes.

Metodologia Ativa e Infraestrutura

Na Unoeste, o uso de metodologias ativas que colocam o estudante no centro do processo de aprendizagem, especialmente nos últimos termos do curso, como a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP), a Team-Based Learning (TBL – Aprendizagem Baseada em Equipes), a simulação clínica e o Objective Structured Clinical Examination (OSCE) favorecem uma melhor assimilação e utilização prática dos conteúdos necessários à formação profissional.

Além disso, desde o primeiro semestre, os alunos têm acesso a amplos e equipados laboratórios de anatomia, biologia celular e tecidual, bioquímica, microbiologia, dentre outros. As disciplinas que envolvem práticas de alimentos são desenvolvidas em laboratórios modernos e diferenciados, dentre eles:

– O Laboratório de Análise dos Alimentos, que conta com equipamentos para realização de análises de composição nutricional, pesquisa de toxinas e contaminantes e estudo das propriedades funcionais dos alimentos. Além do uso didático, este laboratório é amplamente utilizado para o desenvolvimento de projetos de pesquisa.

– Laboratório de Tecnologia dos Alimentos, o qual possui estrutura de cozinha experimental completa, com equipamentos e utensílios de última geração. Além disso, equipamentos necessários para o desenvolvimento de técnicas de produção e conservação dos alimentos também estão disponíveis para uso didático e pesquisa de formulação de produtos.

Clínica de Nutrição

Com uma área total de 382,80 m², a Clínica de Nutrição da Unoeste é mais um ambiente oferecido à comunidade em geral. Localizada no bloco J, no campus 1, proporciona embasamento prático aos acadêmicos do curso e, além disso, presta serviços na área à toda população.

Além de todo o material e ferramentas para as avaliações nutricionais e medidas antropométricas, a Clínica também dispõe de aparelho de ultrassom para avaliações mais específicas.

Simulação Realística

O oferecimento desde os termos iniciais de projetos integradores e atividades práticas também favorece a aproximação do estudante com a rotina profissional do nutricionista. A universidade conta com o Laboratório de Habilidades e Simulação (LHabSim), onde os acadêmicos são treinados para o desenvolvimento de habilidades clínicas e simulação de situações que necessitem de intervenção nutricional.

Estas ações são programadas obedecendo aos protocolos e as estações com modelos e simuladores que são separados em salas específicas para o melhor aproveitamento didático pelos professores e estudantes.

O diferencial deste laboratório é a metodologia utilizada para o ensino dos futuros profissionais de saúde, pois durante a universidade, eles têm a oportunidade de simular quase todas as situações clínicas que serão experimentadas na vida real, como por exemplo um atendimento nutricional.

Saiba mais sobre o LHabSim de Presidente Prudente, que é referência na américa latina. 

Sala Betha

A Sala Betha está localizada no campus 1 e é o espaço que reúne tecnologias de ponta, como: mesas interativas, realidade aumentada, holografia, peças impressas em 3D, celulares, tabletes e projetores de alta definição. Recursos que possibilitam, por exemplo, acompanhar uma cirurgia em tempo real em diferentes perspectivas.

Os cenários, dentro da metodologia proposta, começam com realidade aumentada, e sempre na mesa tem um celular, uma carta e uma peça impressa em 3D. Com o celular, o aluno vê o que tem na carta; com a realidade aumentada começa a comparar com aquilo que está vendo na mesa e com a peça impressa, assim, em 10 minutos ele já tem toda uma perspectiva em vários ângulos. A Sala Betha  permite inúmeras possibilidades, integrando sempre a tecnologia e a educação.

Atividades extensivas

Considerando o tripé universitário ensino, pesquisa e extensão, diversas atividades extraclasse são desenvolvidas pelo estudante desde o início do curso. Com foco nas comunidades de alta vulnerabilidade social, as ações de extensão permitem o crescimento humano aliado ao profissional.

O curso de Nutrição está inserido em diferentes atividades de extensão na comunidade, como em projetos em Unidades Básicas de Saúde, em ações variadas junto à comunidade e em parcerias com entidades públicas e privadas. Enfim, é muito comum ver a presença de alunos e professores deste curso em ações de atendimento à comunidade.

Pesquisa na universidade

No que tange à pesquisa, são oferecidas oportunidades de realização de projetos de iniciação científica nas diferentes áreas de atuação profissional, incluindo a possibilidade de bolsas institucionais e de agências de fomento. A orientação científica estimula no estudante o pensamento crítico e atualizado e a utilização do método científico o ensina a desbravar os caminhos da ciência nutricional.

Para quem pretende se aprofundar neste universo, o curso de Nutrição da Unoeste conta com corpo docente capacitado para orientar os estudantes nos mais diversos temas pretendidos, além da possibilidade de envolvimento em estudos em parceria com pesquisadores de outros cursos da área da saúde, e até do mestrado ou doutorado da universidade. Descobertas científicas podem fazer a diferença na vida das pessoas!

Estágios e Educação Continuada

No último ano do curso de Nutrição são oferecidos excelentes e variados campos de estágio, nos diferentes campos de atuação profissional, que permitem ao estudante exercer a prática, acompanhado diretamente por docentes com grande experiência na área.

A qualidade dos estágios é um grande diferencial, pois são realizados nos maiores hospitais e empresas de Presidente Prudente, Estratégias de Saúde da Família (ESFs), Unidades Básica de Saúde (UBSs), Clínica de Nutrição da Unoeste, entre outros locais.    

Por fim, ao finalizar o curso, o egresso tem a possibilidade de continuar seus estudos na própria Universidade, que oferece especializações específicas e mestrados e doutorados em áreas correlatas, além de três programas de residência multiprofissional oferecido em parceria com o Hospital Regional (HR) de Presidente Prudente.

Rede de Bibliotecas

A Rede de Bibliotecas da Unoeste conta com mais de 255 mil exemplares, além de bibliotecas virtuais com quase 18 mil títulos. Para os pesquisadores, a universidade também oferece o Portal de Periódicos da Capes, que é uma base mundialmente conhecida, com periódicos relevantes em todas as áreas do conhecimento. São 136 bases disponíveis com artigos na íntegra.

Suporte universitário

Olhar o aluno como um todo, em todas as suas especificidades, também é papel da universidade. É fato que existem vários fatores externos que podem interferir no aprendizado, por isso os acadêmicos da Unoeste têm outros suportes como o Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE) e o Serviço Universitário de Apoio Psicopedagógico (SUAPp).

O NAE promove o acolhimento do estudante de forma integral em conjunto com as coordenações e os professores, fornecendo inclusive informações gerais aos pais ou responsáveis. Está presente durante todo o curso, ajudando os acadêmicos na construção de carreiras através da Central de Estágios, que tem o objetivo do ingresso deste aluno no mercado de trabalho através da divulgação de vagas para estágios e efetivas, auxiliando-os também na elaboração de currículos e dicas para entrevistas de emprego. Saiba mais no site.

Já o Serviço Universitário de Apoio Psicopedagógico visa acolher, orientar e aconselhar o acadêmico sobre as possíveis dificuldades no processo de aprendizagem. A universidade conta com psicólogas em todos os campi e o agendamento pode ser feito no site da Unoeste, Área do Aluno, na aba “Serviços”, no ícone SUAPp.

    Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.