Faculdade de Gastronomia dá sabor e lucro!

Tempo de leitura: 4 minutos

Gastronomia: Mulher, chef de cozinha, finaliza a produção de dois pratos

Assim como a feijoada está presente em toda roda de samba, o peru tem presença garantida na ceia de Natal. Afinal, se tem uma coisa que agrada a todos, é uma boa refeição. E só de falar em comida que lá vem ela: a fome! Aliás, você sabia que quem faz a Faculdade de Gastronomia está por de trás dos sabores mas irresistíveis?! Enfim, esse profissional conquista pelo estômago e ainda lucra com o que faz.

Em primeiro lugar é interessante saber que durante o período de crise o setor de alimentos foi um dos poucos que cresceram na economia. Dessa forma, um estudo do Sebrae indica que os negócios na área de alimentos se destacaram. Ou seja, com ou sem crise a fome permanece a mesma… Aliás, foi na crise que muitos descobriram uma nova fonte de renda, e adivinha onde?! Isso mesmo, no ramo de alimentos!

Habilidades na gastronomia

Muita gente “manda benzaço” na cozinha, mas para tornar esse hobby lucrativo não basta apenas gostar de manusear as panelas. Primeiramente, é necessário aplicar técnicas e conhecer a fundo essa arte presente em todos os cantos do mundo. Acima de tudo, isso só é possível estudando… e estudando muito! Com toda a certeza, a faculdade de Gastronomia é o primeiro passo para uma carreira de sucesso. Então, vamos conhecer um pouco mais dessa área deliciosa, literalmente.

Antes de mais nada, se você fizer a faculdade de Gastronomia será chef de cozinha e terá conhecimentos para atuar nos vários segmentos que a profissão permite. A princípio, a cozinha é apenas uma das possibilidades do gastrólogo. Por exemplo, você sabe o que faz um sommelier? Então… aquela conversa de que existe a bebida certa para cada prato é verdadeira. Nesse sentido, ele é quem indica o que beber em cada ocasião. Para isso, esse profissional tem que entender muito de gastronomia, né?!

O gastrólogo pode atuar com alimentos e bebidas, criar e coordenar a realização de receitas e pratos, executar o trabalho operacional ou supervisionar e liderar equipes de trabalho de cozinhas e restaurantes comerciais ou de hotéis. Pode trabalhar em navios, clubes, bares, restaurantes, churrascarias, lanchonetes, bufês e empresas de eventos. Além disso, atuará em catering, casas noturnas e empreendimentos temáticos que oferecem também serviços de alimentos e bebidas. São muitas oportunidades!

Mesa de jantar com taças de vinho, vaso de flor, e pratos harmonizados pela Gastronomia

Faculdade de Gastronomia

Em primeiro lugar é importante você saber que uma faculdade de gastronomia pode fazer toda a diferença na sua vida e carreira. Aliás, esse curso tem opções que encaixam no seu perfil. Se o ensino presencial tem mais a ver com você, estudar com uma estrutura completa é fundamental. Mas se a rotina é bem corrida e você conseguiria ir apenas um dia à faculdade, pode contar com a modalidade semipresencial. Entretanto, se prefere fazer os seus horários e estudar aonde estiver, um curso EAD é o ideal.

Em segundo lugar, você deve buscar uma instituição de ensino credenciada pelo MEC e que possua boas avaliações pelo órgão. Clique aqui para entender cada um dos conceitos que o MEC utiliza.

Gastronomia para todos

Não importa sexo ou idade, o ramo alimentício tem espaço para todos. Sabe aquelas frases: “isso é coisa de homem” ou “é impossível se destacar no exterior”? Muitas histórias comprovam que esses pensamentos não estão com nada. Churrasqueira é, sim, coisa para mulher; e na Europa tem, sim, espaço para brasileiros. Quer ver só:

A Júlia Carvalho se formou em Gastronomia e escolheu seguir um caminho que as mulheres ainda são minoria: ela é assadora! Isso mesmo, ela comanda a churrasqueira. A Júlia está presente em grandes eventos da área como chef de estação que até leva o seu nome. Vários profissionais brasileiros também têm ganhado o mundo trabalhando no ramo. É o caso do Gustavo Orlandi e do Amarielton Francesquini, que também são destaques na cozinha, mas não em qualquer cozinha… Eles estão simplesmente em restaurantes incríveis da Europa!

A Júlia estagiou em diversos restaurantes enquanto estudava, mas foi no último ano da faculdade que descobriu uma paixão: as carnes. Depois de formada, acompanhou e aprendeu com grandes assadores, como os chefs Roberto Barcellos, Paula Labaki, Daniel Lee e Reinaldo Lee.

Por meio das histórias de quem passou pela universidade é possível afirmar que uma graduação é fundamental. Então, se você também sonha em se tornar um chef nacional ou internacional, saiba que é, sim, possível. Basta correr atrás, começando por um curso superior.

Assista ao vídeo abaixo e saiba mais sobre a área da gastronomia e as diversas possibilidades que esse profissional tem no mercado!

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.