Produção de alimentos no Brasil: do café da manhã ao churrasco

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Pessoas reunidas brindando com o copo e vários alimentos sobre a mesa

Todo os dias o agro entra na casa dos milhares de brasileiros, por meio dos alimentos produzidos no campo. Mesmo com a pandemia, esse setor não parou e os dados do 1º semestre de 2020 confirmam isso: o agronegócio foi o único que aumentou as vagas de trabalho nesse período.

Assim que você acorda, já sente o cheirinho de café invadindo o quarto, o pãozinho com manteiga ou o bolo de milho também dá aquele toque especial. No almoço, o arroz com feijão é a combinação perfeita, além da famosa “mistura” que pode ser algum tipo de carne. Uma salada bem colorida também agrada os diversos paladares.

Se você vai ao supermercado com uma criança e pergunta para ela de onde vem o leite que está na prateleira, não se assuste se ela responder: da caixinha. Pode até parecer estranho, mas será que sabemos de onde vem tudo o que consumimos?

É fato que o alimento percorre um longo caminho para chegar à mesa. Mas para que ele chegue ao seu destino final, o agro possui um papel primordial! Faça chuva ou faça sol, existem pessoas que estão nos bastidores para garantir a produção e o fornecimento dos produtos de origem vegetal e animal.

Agronomia, Veterinária e Zootecnia: do campo para a mesa

Por trás de cada ingrediente ou produto da cozinha dos brasileiros tem o trabalho de milhões de pessoas do campo e de uma indústria que movimenta bilhões por ano. Agrônomos, veterinários e zootecnistas estão entre os profissionais que fazem o motor do maior celeiro do mundo funcionar.

Se fosse listar todos os alimentos presentes no nosso dia a dia e o papel de cada profissional na produção deles, certamente, você teria que ler um e-book. Mas, calma! Vamos elencar aqui alguns exemplos que podem te ajudar a visualizar a importância de cada profissional nas diversas cadeias produtivas.

Se você se identifica com a área de Agrárias e quer fazer parte desse time que faz a economia girar, busque formação de qualidade para se destacar no mercado de trabalho. Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia são algumas das opções desse ramo promissor.

Derivados do leite

Leite, iogurte e queijos. Você sabia que o zootecnista é o principal responsável pela produção de alimentos de origem animal? Ele tem uma função primordial desde a alimentação do gado que está no pasto, no melhoramento genético desses animais, na ordenha das vacas, até a sanidade e a administração da propriedade.

Brasil é o maior produtor e exportador de suco de laranja

Suco de laranja! Quem aí não gosta de tomar esse néctar dos deuses? Você sabia que de cada 10 copos de suco de laranja consumidos no planeta, sete são feitos com a fruta brasileira? Ou seja, o Brasil é o maior produtor e exportador mundial de suco de laranja, sendo o responsável por 53% de toda a produção global. Para garantir que os pomares estejam sempre cheios é fundamental o trabalho do engenheiro agrônomo. Ele utiliza estratégias nutricionais para garantir uma boa produtividade e por meio de tecnologias no manejo agrega valor comercial às frutas que ficam bem formadas, saborosas e bonitas.

Destaque na produção de café e cana-de-açúcar

Queridinho dos brasileiros, não podemos esquecer de falar do café de todo o dia. Por ano, as fazendas nacionais rendem 20 bilhões de reais, além do aumento da produção de café gourmet. O agrônomo precisa ter muito cuidado e planejamento na implantação do cafezal, pois qualquer tomada de decisão errada pode comprometer a produtividade. Ele também leva em conta as características climáticas e do solo na época do cultivo e cuida para que a cultura não seja afetada por pragas e ervas daninhas.

Para adoçar bebidas ou no preparo de bolos e doces é essencial o uso do açúcar que tem como matéria-prima a cana-de-açúcar. O Brasil é considerado o maior produtor desse alimento do mundo e mais uma vez o agrônomo está na linha de frente dessa cultura.

Imagine uma pessoa que não se alimenta bem desde criança. Chega um momento que ela começa a ficar fraca, não vai bem na escola e, consequentemente, tem o seu futuro afetado, já que o organismo fica fragilizado. Essa linha de raciocínio também vale para a cana-de-açúcar, ou seja, se ela não recebe todos os nutrientes que precisa, vai se desenvolver pouco e a colheita não vai ser como o esperado. Os cuidados com o solo também são importantes para um cultivo promissor e em todo esse cenário o agrônomo é essencial.

Carne vermelha ou branca?  

Seguindo o cardápio do dia, vamos falar do almoço e, por que não, da janta?! Primeiro, começamos por aquele bife grelhado maravilhoso. É claro que a carne de boi também não pode faltar no churrasco de domingo. Nessa cadeia produtiva temos o envolvimento tanto do agrônomo, quanto do veterinário e do zootecnista. Pasto verde e abundante é o que todo boi quer e, por isso, o profissional que lida com a terra precisa recuperar áreas e produzir culturas que sirvam de alimento para o gado como o sorgo e o milheto.

Para que o animal engorde o suficiente e receba todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento entra em cena o zootecnista. Ele também é relevante na adoção de sistemas de produção que envolva o bem-estar animal, desde o manejo de crias até os abates humanitários. Se você chega ao mercado e encontra uma carne de qualidade, com maciez e gordura na medida certa, sabia que por trás existe o trabalho desse profissional?

O médico veterinário também é importante nesse nicho de produção. Ele desempenha papel fundamental para que os animais sejam mantidos em condições higiênicas e de que haja detecção precoce, vigilância e tratamento de doenças. Ele também garante o uso responsável de produtos biológicos, medicamentos e antibióticos na criação animal. A seleção de animais utilizados para a reprodução, além dos protocolos de inseminação artificial também são atividades desenvolvidas por ele.

Mulher abaixada de camisa xadrez e calça jeans segura um frango nas mãos e está rodeada por mais aves

E quem aí não gosta de um franguinho na panela ou naquela porção bem frito? Atualmente, o Brasil é o maior exportador de carne de frango. Entretanto, os principais clientes são os brasileiros que são responsáveis pelo consumo de 68% de toda a produção. Geralmente, esses animais são criados em granjas. Tem até condomínio para os frangos que produzem 7 milhões de aves por ano.

Aliás, existem muitas teorias que sugere que o frango de granja é criado com hormônio. Mas, por que esse mito? Diferente da época dos avós, quando as aves demoravam meses para ganhar 1 kg, as de hoje alcançam 3 kg em pouco mais que 40 dias de idade. O segredo para uma engorda rápida é a atuação do zootecnista.

É justamente esse profissional que cuida da saúde e alimentação dos animais, por meio de uma dieta balanceada e instalações adequadas. Ele também é responsável pelo melhoramento genético nas granjas que consiste no cruzamento dos animais para aproveitar ao máximo o potencial de cada raça. Resultado: animais mais fortes e saudáveis que otimizam a qualidade da produção.

Quem também atua nessa cadeia produtiva é o veterinário. Ele é o responsável pela saúde das aves, por meio de planos de biosseguridade ou biossegurança na cadeia de produção, além de atuar no processamento industrial e de mercado.

Com sabor diferenciado e marcante, a carne de porco também está no prato dos brasileiros e é considerada a fonte de proteína animal mais consumida em todo o mundo. De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (Abpa), em 2020 o Brasil deverá exportar, pela primeira vez, 1 milhão de toneladas de carne suína. Esse número reflete um aumento de 33% em relação a 2019. Para que não falte essa mistura na mesa, existe uma cadeia produtiva organizada e voltada para a qualidade da carne. As granjas suínas seguem altos padrões de higiene e os negócios em expansão.

Com exportação recorde, os novos cortes também valorizam esse tipo de carne. Dentro desse cenário, o agrônomo está envolvido na produção dos grãos que servem de matéria-prima para as fábricas de rações. Para uma dieta equilibrada e balanceada, o zootecnista é importante no manejo e bem-estar dos porcos. Já o veterinário garante a saúde dos animais, além de acompanhar os processos de abate e nos frigoríficos com as certificações de qualidade, de higiene e inspeção.

Alimentos mais consumidos no Brasil

Adivinhe o que não pode faltar na comida do brasileiro? A base de todas as refeições que é a dupla mais queridinha: o arroz e o feijão. Em um período de grandes dificuldades para a economia, o arroz é uma cultura com um bom desempenho. Para a safra nacional de 2019/2020 está prevista um novo recorde de 257 milhões de toneladas.

Aproveitando-se da demanda contínua que o feijão possui no hábito alimentar dos brasileiros, há uma divisão da produção do grão ao longo do ano. São três safras diferentes para o plantio e colheita do feijão. Nesse momento, algumas regiões produtoras estão implantando suas lavouras, e a expectativa geral é que sejam semeados mais de 575,1 mil hectares nesse período, chamado de terceira safra, com projeção de produção na ordem de 728,7 mil toneladas.

Até chegar à mesa, o arroz e o feijão percorrem um longo caminho. Agricultores, indústria e comércio trabalham continuamente para que eles não faltem. Quem também está envolvido diretamente na produção de grãos é o engenheiro agrônomo.

Sob sol ou chuva, o agrônomo está inserido desde a produção de insumos como sementes e fertilizantes, na agricultura de precisão na operação e treinamento de máquinas, drones e equipamentos, no cultivo e até na colheita. Pode atuar também na comercialização, no armazenamento, na distribuição e nos processamentos desses produtos.

Um suco natural para acompanhar o almoço e uma salada bem colorida completam o cardápio de uma refeição nutritiva e equilibrada. Assim como outros setores da agricultura brasileira, a horticultura vive um momento de transformação, com a introdução de novas técnicas e tecnologias que estão potencializando os resultados de produtores de todos os portes.

Enquanto as máquinas já tomam conta das lavouras de grãos, como soja e milho, nas hortas e pomares ainda existe muito trabalho manual. Principalmente pelos agricultores familiares. Você sabia que eles são responsáveis por dois terços da produção de frutas, verduras e legumes da horticultura no Brasil?!

Channel Seed GIF - Find & Share on GIPHY

Tecnologias no campo

Com equipamentos mais acessíveis, a expectativa é a tecnologia também chegue para essas pessoas. Nesse cenário, o agrônomo é um importante parceiro do agricultor, pois transmite para ele tecnologias mais avançadas como o uso de aplicativos e técnicas de irrigação automática ou as mais simples que envolvem a escolha material para plantio, o espaçamento, a fertilização adequada e o uso correto da água.

Jovem de camisa xadrez mexendo no tablet e ao fundo desfocados estão um trator e uma plantação

Depois de tudo isso que você leu, acredito que conseguiu enxergar a importância do profissional de agrárias nos sistemas de produção animal e vegetal. É o agronegócio atraindo cada vez mais pessoas especializadas. São cerca de 8 bilhões de jovens que atuam nesse setor entre agrônomos, médicos veterinários e zootecnistas. É sangue novo, tecnologia e a união de gerações trabalhando para que não falte alimento na mesa dos brasileiros e de toda a população mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *